MÚSICA VIVA
CONVERSAS CURIOSAS SOBRE A NATUREZA DA MÚSICA

PRÓXIMAS TURMAS

CURITIBA | PR

Em

breve

PROPOSTA PEDAGÓGICA
CURSO DE EXTENSÃO - MÚSICA VIVA

Breve Apresentação

Música Viva é um projeto que busca levar seus participantes a uma viagem/descoberta pela música.

Ouvir música é antes de qualquer coisa uma experiência sensitiva e pessoal que nos leva através do tempo e do espaço.

Ampliar o universo sonoro da cada um significa ampliar nosso vocabulário. 
Descobrir novas geografias, novas culturas, povos desconhecidos ou desfazer estereótipos divulgados pela mídia globalizada.

Mais do que um curso de história da música, MÚSICA VIVA pretende oferecer um espaço para se exercitar a audição. Ouvir e conversar.

Mais do que um curso expositivo. Um diálogo entre o conhecido e o desconhecido. Uma viagem de descoberta, um exercício do diálogo.

Sobre o Ministrante

 

Flávio Stein

Formado em música pelo Conservatório Musical Brooklin Paulista (SP), atua nas áreas de Música, Teatro e Dança como diretor musical, teatral e dramaturgista tendo participado de mais de 50 espetáculos no Brasil e na Europa, onde viveu durante 6 anos na Alemanha, e estagiou por dois anos no Theater an der Ruhr em Mühlheim.
É graduado em Letras, Bacharelado Português / Alemão, com ênfase em Estudos Literários e mestre pelo curso de pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Paraná com dissertação centrada em processos de leitura.
Como diretor teatral realizou os seguintes espetáculos: Sallinger de Bernard-Marie Koltés, (e o Ciclo de Leituras Dramáticas apresentando toda a obra do autor francês), Dançando sobre o vulcão baseado em Pierre Marivaux, Senhorita Julia de August Strindberg, Crianças do Paraíso baseado em Marcel Carné e Jacques Prevert, O Perseguidor baseado em conto de Júlio Cortázar com o ator Clóvis Inocencio, Esperando Godot de Samuel Beckett, e dois monólogos com o ator Mauro Zanatta: A Queda baseada no romance homônimo de Albert Camus e Um suplício moderno baseado no conto homônimo de Monteiro Lobato.
Realizou também espetáculos cênico-musicais como: Barca di Venezia per Padova - Commedia Harmônica baseado na tradição de Commedia dell’Arte e na obra homônima de Adriano Banchieri com Produção do Teatro de Comédia do Paraná (TCP) do Centro Cultural Teatro Guaíra; Ditado no Escuro, Confissões de um Rádio: música e poesia brasileira da década de 30, Um Sol Maior - espetáculo de poesia e música sobre a obra da poetisa Alice Ruiz, Alphonsus de Guimaraens, o poeta da lua - Espetáculo de poesia e música, baseado na obra do poeta mineiro, entre outros.
Como diretor musical e assistente de direção atuou em produções operísticas de obras de Kurt Weill, Nino Rota e Alberto Kaplan. Como encenador dirigiu a estreia da ópera Sarapalha do compositor Harry Crowl baseada em conto de Guimarães Rosa, duas óperas barrocas O Basculho de Chaminé (1794) de Marcos Portugal e A Saloia Namorada (1793) de Antonio Leal Moreira e a cine-ópera HawwwaH de Indioney Rodrigues, Íria Braga e Ricardo Janotto.
Nos últimos anos tem se dedicado a estudos sobre processos de leitura e vocalização do texto literário, e a realização de projetos de estímulo à leitura através, por exemplo, de leituras públicas na Caixa Cultural como curador e leitor: Brasis: Leituras Plurais / 2009; XX Narrativas do Século XX/ 2010 e entreMundos: mundo da leitura, leitura do mundo / 2011.
Atua como orientador de laboratórios dedicados à formação de mediadores de leitura e como mediador em Ciclos de Rodas de Leitura em editais públicos da Fundação Cultural de Curitiba tendo realizado mais de 500 rodas de leitura através dos seguintes projetos entre 2010 e 2014: Laborintus: a leitura de cada um; Conto Contos Ponto: leituras breves para ler o mundo; Leituras do cotidiano: alteridade em terras de língua portuguesa e Mapa Mundi: a literatura como exploração.
Realizou o projeto Extremos: ciclo de leituras radicais juntamente com o escritor José Castello e com o diretor teatral Walter Lima Torres o projeto Leitura Cênica: minha pátria é minha língua, a voz de expressão lusófona. Em 2013 criou o coletivo “O Círculo: núcleo de leitura” com quem realiza leituras públicas de obras literárias acompanhadas por música executada ao vivo. Com este grupo realizou os seguintes programas dedicados à literatura brasileira e à literatura internacional: Brasis: Leituras Plurais; O gaúcho Martín Fierro; Violência [des]esperada, Violência [in]esperada; Literatur im Dialog[o] da Literatura, Extempore: fragmentos do tempo e da memória e Palavra doce cruel palavra.
Apresentou durante 2 anos na Rádio Lúmen FM o programa diário Leitura Viva dedicado à leitura de obras literárias em prosa e presidiu a Comissão para a elaboração do Plano Municipal do Livro, da Leitura, da Literatura e das Bibliotecas (PMLLLB) para a cidade de Curitiba que em dezembro de 2016 foi transformado na Lei nº 15.000.
Realizou a curadoria conjuntamente com Silmara Crozeta do projeto “A Poética da Docência: reflexões sobre a formação do sujeito formador” idealizado e organizado pela Associação Grão Saber no exercício de pensar a educação nos dias de hoje.
Com Ângela Duarte, Josiane Bibas e Luísa Bonin fez a curadoria do “Janelas de Leitura: leitura em festa” festival dedicado à leitura promovido pela Freguesia do Livro.
Recentemente realizou a dramaturgia do concerto “Olhos Vermelhos: a música russa ao longo do século XX” da grande pianista russa radicada em Curitiba, Olga Kioun. Programa dedicado aos 100 anos da Revolução Russa dentro da Série Solo Música. E dirigiu o concerto “Da mesma matéria que os sonhos” do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba com regência de Mara Campos.
Publicou artigos sobre leitura na Revista Mediação, no Jornal Relevo e no Suplemento Cultural Pernambuco. Participa regularmente de eventos literários como mediador.

 

institutodommiguel@gmail.com

Telefone: 55 (41) 3205-4346

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now